Dia das mamis poderosas

Dia das mamis poderosas

Hoje é dia de tirar foto com a mãe, postar com vários elogios e amanhã voltar ao normal, provavelmente o filho ou a filha nem olhando para a cara da mãe. 

Eu, sim, tenho muito orgulho da minha Maria. É batalhadora, vencedora e dificilmente desiste de algo que começa. E minha irmã, que chamo de tia, tá seguindo os mesmos passos, porque como filhos, sempre vamos seguir o melhor exemplo. E a minha cunhada, Ana, que é uma mãe super dedicada para meus dois tesouros loiros. 

Então já sabem que vou contar como surgiu o Dia das Mães. Senta aí, que lá vem conversa: 

O Dia das Mães é uma data comemorativa que acontece no segundo domingo do mês de maio, no qual se homenageia as mães por todo o carinho e amor que elas dão para seus filhos. Essa data comemorativa foi celebrada em nosso país pela primeira vez na década de 1910, mas só foi oficializada como data comemorativa, por Getúlio Vargas, em 1932. 

Essa data surgiu nos Estados Unidos como resultado da ação de Anna Jarvis, uma norte-americana que propôs a criação do Dia das Mães como uma forma de homenagear sua mãe, Ann Jarvis, uma metodista que dedicou sua vida à realização de obras de caridade, principalmente, durante a Guerra Civil Americana. 

O Dia das Mães é celebrado, no Brasil, no segundo domingo de maio, desde 1932. Essa data foi estabelecida nos Estados Unidos, em 1914. 

O Dia das Mães surgiu nos Estados Unidos, no começo do século XX, sendo idealizado por Anna Jarvis. Ações para homenagear as mães, e todo o seu carinho e dedicação para com seus filhos, não foram uma exclusividade dos norte-americanos, uma vez que os historiadores comprovaram que povos da Antiguidade já as promoviam. 

Os romanos, por exemplo, celebravam a maternidade realizando um festival para uma deusa chamada Cibele. De toda forma, a celebração moderna não foi herdada desse festival, mas por conta do mencionado papel de Anna Jarvis em criar uma data comemorativa para homenagear sua mãe, Ann Jarvis. 

Quem foi Ann Jarvis? 

Ann Maria Reeves Jarvis nasceu no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, em 30 de setembro de 1832. Ela cresceu em uma família metodista, e, após se casar com Granville Jarvis, mudou-se para o estado da Virgínia Ocidental. A partir da década de 1850, passou a dedicar-se a ações sociais na região onde vivia. 

Ann Maria Jarvis dedicou-se ao Mother’s Day Work Club (Clube de Trabalho do Dia das Mães), uma instituição na qual ela e outras mulheres dedicaram-se a melhorar as condições sanitárias da população que vivia em algumas cidades da Virgínia Ocidental. Elas procuravam cuidar da saúde das pessoas e conscientizá-las da importância das boas condições sanitárias, ou seja, da higiene. 

Com o início da Guerra Civil Americana, Ann Maria Jarvis passou a atuar no cuidado com os soldados, independentemente do lado em que eles lutavam. Ela tratava de homens feridos, além de fornecer alimentos e roupas para os que necessitavam. Importante lembrar que a Guerra Civil Americana foi, em questões de mortalidade, o pior conflito da história dos Estados Unidos. 

Depois da guerra, Ann Maria Jarvis passou a dedicar-se a promover a união entre as pessoas divididas após quatro anos de guerra. Essas ações foram realizadas por meio do Mother’s Friendship Day (Dia das Mães pela Amizade). 

Esse foi um evento idealizado por ela e outras mulheres de seu clube para reunir ex-soldados e suas famílias. 

Ann Maria Jarvis permaneceu na Virgínia Ocidental até 1902, quando seu marido morreu. Com a piora de sua saúde, ela se mudou para a Filadélfia e passou a viver perto de Anna Jarvis, sua filha. Ann Jarvis faleceu na Filadélfia, em 8 de maio de 1905. 

Ao longo do dia vou atualizando vocês sobre como nasceu essa data tão especial! 

E já sabem que temos nosso espaço bem especial para você divulgar seu ganha pão, de forma única, e assim aumentar sua clientela!

Fonte: www. escolakids.uol.com.br 

Bila Cavalcante

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao Topo