Demorei, mas voltei

Demorei, mas voltei

Primeiramente, peço desculpas pelo atraso na atualização do blog. Estive passando por uns pequenos (que para uma pessoa ansiosa, se tornam enooooorme) problemas, mas agora já está tudo bem, então vamos a agradável leitura de hoje, que é baseada em fatos muitos reais:

A saga da pessoa “sem” digital é muito engraçada. Uma só pessoa mobiliza outras tantas na batalha feroz por uma única digital. É gente saindo de todo canto para ajudar a digital “pegar”. Cada uma com seu jeitinho, que pode ou não “pegar”.

Eu me tornei uma dessas pessoas que a digital só vai quando quer. É uma peleja danada e eu ainda tenho que chegar meia hora antes das consultas porque passo mais tempo tirando e botando o dedo (na máquina da digital, gente. Não vão maldar nada, por favor). Aí entro pra consulta e, às vezes, depois volto para a saga da digital e fico e tira – bota até ela resolver aparecer. É como diz aquele ditado: “quem é vivo, sempre aparece”. Minha digital é viva, mas como é minha, tem uma preguiçinha de aparecer…

E já ia me esquecendo de quando é para renovar a carteira de motorista. Lá no DETRAN é que a amiga parece ter raiva de aparecer mesmo. Não pega nenhum dedo. Pode é rezar e fazer promessa, que a digital vai birrar e se esconder, onde só Deus sabe.

Mas o importante é que depois da peleja e da canseira e de toda a mobilização, pá! Eis que surge a digital. Só uma, para a brincadeira não perder a graça. Ela demora, mas sempre vem!

Até a próxima, pessoal!

Bila Cavalcante

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao Topo