De volta ao sedentarismo

Depois desse feriado, tenho uma novidade, não muito nova, para contar para vocês. Então senta aí que lá vem conversa:

Depois de muito pensar, cheguei à conclusão que seria melhor deixar a bicicleta na loja do que trancada e sem uso em um dos quartos daqui de casa. Todo dia é chuva.

Seria começando o toró nosso de cada dia e eu desistindo de ir pedalar. Acordar cedo, mesmo no calor, não é para essa pessoa que vos escreve. Imagina acordar cedo para ir andar de bicicleta (sim, sou do tempo que pedalar é andar de bicicleta). Então compra cancelada. O mais atlético que cheguei, até agora, foi comprar um relógio do tio swatch, que sempre achei lindo, mas pensava ser o dinheiro do mundo todo.

Por aí vocês tiram como sou antenada ao mundo dos esportes: jurava que a bicicleta (também sou do tempo que bike é bicicleta) era barata e o relógio caro. Tudo ao contrário. Então antes de endoidar (mais ainda) Tico e Teco, resolvi encerrar, antes mesmo de começar, minha vida saudável e atlética.

Vou continuar praticando minhas leituras, afinal a Globo dizia que “ler também é um exercício” e eu ‘acredito’ nessa parte. E treinar os levantamentos de copos e talheres (hoje mesmo fiz vários levantamentos de copos de bananada). Só quem vai continuar odiando isso é minha conta bancária e eu, como boa miserável que sou.

Essa bicicleta é só para lembrar que já tive uma igual, dia desses

Bila Cavalcante

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao Topo