Bila ou Buraco

Bila ou Buraco

Acordei hoje mega egocêntrica e isso nessa coluna de hoje, falarei apenas de mim. Aí vocês decidem se falam bem ou mal, mas que eu vou falar, eu vou. Puxa a cadeira e descubra vários babados de minha life.

Então, como eu disse acima, na coluna de hoje, vamos falar de mim. Calma que vou explicar tudo.

Eu sou um jogo muito antigo (Maria, dizem, era craque) conhecido desde as civilizações gregas e romana (será se agradei os dois?). O primeiro nome era ‘gude’ e tem origem na palavra ‘gode’, do provençal, que significa ‘pedrinha redonda e lisa’. Atualmente, eu sou Bola de Gude, feita de vidro colorido. Há várias modalidades de jogo, porém a mais conhecida é o chamado triângulo. Risca – se um triângulo na terra e coloca – se eu em cada vértice. Se houver mais de três participantes, as bolas são colocadas dentro ou nas linhas de triângulo. Para saber quem vai iniciar o jogo, marca – se um risco no chão, a uma certa distância do triângulo. Posicionando – se perto do triângulo, cada participante me joga uma procurando fazer com que eu pare o mais próximo possível da linha riscada “na chon”. O nível de proximidade de mim define a ordem dos jogadores (tão vendo como eu sofro?).

Aí o jogo começa com o primeiro participante jogando a bola para tentar acertar algumas das bolinhas posicionadas no triângulo. Se conseguir, fica comigo e continua jogando, até errar, quando dará a vez ao segundo ao segundo e assim vão me lascando. Se eu parar dentro do triângulo o jogador fica preso (tomes!) e só poderá participar da próxima rodada (valha que sou é rodada!). Os participantes vão se revezando e tentando ‘matar’ as bolinhas (eu) dos adversários, utilizando os dedos polegares e indicador (e assim surgiu meu apelido, quase nome) para empurrar a bola de gude na areia, com o objetivo de atingir o maior número de bolas dos outros participantes. Ganha o jogo quem conseguir ficar com mais bola (e eu que lute, porque no final do jogo, vou está toda dolorida de tanta pancada).

Pronto, agora vocês já me conhecem.

Prazer!

Fonte: www.educacaofisica.seed.pr.gov.br

Bila Cavalcante

2 comentários sobre “Bila ou Buraco

  1. Tudo bem, Gostei muito do seu artigo, somente para complementar, tem um programa chamado: Software PCG, esse Software é um agregador de sites de classificados, ele tem mais de 340 sites de classificados grátis onde você pode anunciar, usando esse programa você pode divulgar de forma automática nesses sites, vale muito a pena usar ele deixa seu trabalho bem mais rápido além de te dar uma lista que sempre é atualizada com sites atuais, com esse programa você consegue ter mais trafego orgânico e assim receber visitas dos buscadores como o Google e outros, eu sempre usei esse programa para anunciar e faço vendas praticamente usando apenas ele. Fica ai a sugestão… Seu texto me ajudou muito. Abraços

  2. Em primeiro lugar, as sombras são o reflexo da nossa existência no espaço. Depois, as nossas sombras sobrepõem-se, entrelaçam-se, comunicam. Neste projecto, as sombras são transformadas em subjectivas através de https://ladydahmer.com/ representações dos nossos estados mentais. Em vez de serem distorcidas pela fonte de luz, o público será capaz de controlar as suas próprias sombras, usando os auscultadores que recolhem dados EEG a partir delas e, consequentemente, formando sombras falsas projectadas no solo ao seu lado.

Deixe um comentário para ToiniVeitonen Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo